UNIVERSIDADE FEDERAL DE SÃO PAULO

CÂMARAS DE EXTENSÃO

 

DIRETRIZES DA PROEX PARA OS REGIMENTOS INTERNOS DAS CÂMARAS DE EXTENSÃO


CAPÍTULO I
DAS FINALIDADES


Art. 1º - A Câmara Técnica de Extensão, segundo o Regimento Interno e a política de extensão da Universidade Federal de São Paulo, é um órgão consultivo, deliberativo e de acompanhamento, subordinada ao Conselho de Extensão - COEx e a Pró Reitoria de Extensão – PROEx e vinculada à Congregação da Unidade Universitária. Propõe políticas de desenvolvimento das atividades de extensão ( programas e projetos sociais, cursos de extensão, eventos, prestação de serviços, cursos de pós graduação lato sensu e programas de residência ) a serem realizadas pela Unidade Universitária, conforme a Política de Extensão definida pelo Fórum de Pró-reitores de Extensão das Universidades Públicas Brasileiras – FORPROEX e do Regimento Interno da Unifesp, com os seguintes objetivos:

I. Ampliar a relação entre a universidade e a sociedade.

II. Reafirmar a extensão universitária como um processo acadêmico indispensável à formação discente, e à qualificação do quadro docente e técnico-administrativo.

III. Estabelecer diretrizes e desenvolver ações que permitam à Unidade Universitária a consecução das atividades de extensão

IV. Zelar pela qualidade das atividades de extensão


CAPÍTULO II

DAS COMPETÊNCIAS
Art. 2º - À Câmara Técnica de Extensão compete:

I. Propor as diretrizes e políticas de Extensão para a Congregação da Unidade Universitária, segundo as diretrizes do Forproex e Regimento da Proex/Unifesp.

II. Apreciar, emitir pareceres e deliberar sobre o credenciamento de novas propostas de programas e projetos sociais de extensão, assim como, o recredenciamento de antigos projetos e programas, encaminhando à Pró Reitoria de Extensão da Unifesp para homologação e cadastramento junto ao SIEX.

III. Apreciar, emitir pareceres e deliberar sobre propostas de cursos de extensão universitária, eventos e demais atividades, remetendo à Proex para homologação e cadastramento no SIEX.

IV. Apreciar, emitir pareceres e deliberar sobre a relevância acadêmica dos cursos de pós-graduação lato sensu propostos pelos docentes da referida Unidade Universitária, que devem ser anexados à proposta a ser encaminhada à Coordenadoria de Pós-Graduação lato sensu – COESPA - da Pró-reitoria de Extensão da Unifesp, onde serão submetidos à apreciação e homologação, para credenciamento.

V. Participar com representantes das seguintes Comissões da Proex: COESPA- Comissão de Especialização e Aperfeiçoamento; CPPS – Comissão de Programas e Projetos Sociais; Comissão de Avaliação de Cursos de Extensão e Eventos – CAEX; Comissão de Residência Médica – COREME e Comissão de Residência Multiprofissional- COREMU.


CAPÍTULO III

DA COMPOSIÇÃO

Art. 3º - A Câmara Técnica de Extensão é composta por:

I. Coordenador(a) de Extensão da Unidade Universitária indicado pelo diretor(a) da Unidade Universitária ou eleito pelos seus pares ou por eleições gerais;

II. Representantes discentes vinculados às atividades de extensão: bolsistas de extensão e/ou discentes que participam de projetos ou programas de extensão; residentes, estudantes de cursos lato sensu;

III. Representante(s) dos servidores técnicos em educação;

IV. Representante(s) docentes, que desenvolvem atividades de extensão;

V. Representante(s) da Residência, quando houver.

§ 1º - a forma de eleição dos representantes docentes, discentes, de técnicos administrativos em educação e residentes será definida pelo regimento interno de cada uma das Câmaras Técnicas de Extensão das Unidades Universitárias, assim como a forma de organização e funcionamento das referidas Câmaras.


CAPÍTULO IV

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS E TRANSITÓRIAS
Art. 4° - Os casos omissos serão decididos pelas Congregações das Unidades Universitárias ou pelos órgãos decisórios da Universidade Federal de São Paulo.